Facebook Pixel

Idéias, o blog de Marketing Digital da Tribeca

Quais são as métricas mais importantes do Analytics

Uma das ferramentas mais utilizadas para monitoramento e análise de dados no marketing digital é o Google Analytics. A facilidade de uso aliada à variedade de métricas e KPI’s tornam a ferramenta essencial para qualquer empresa que deseja crescer na internet.

Confira agora algumas das principais métricas da ferramenta e como elas podem ajudá-lo a alcançar ótimos resultados em sua estratégia de marketing digital:

Taxa de rejeição

A taxa de rejeição mostra a porcentagem de pessoas que visitaram apenas uma página de seu site e não clicaram em nenhum link ou botão por exemplo, ou seja, não interagiram de nenhuma maneira. Por exemplo, se 100 pessoas acessam a home page de seu site porém 30 saem sem clicar em nada, logo, sua taxa de rejeição é de 30%.

Essa métrica é importante por ser uma forma de avaliar se seu site está sendo atrativo para o usuário, se possui boa usabilidade e se atende às expectativas do público, porém depende muito de casa modelo de negócio e da própria plataforma usada na estratégia. Blogs, por exemplo, possuem taxas de rejeição maiores porque normalmente o usuário lê o post de interesse na primeira página e sai do site logo em seguida.

Duração média da sessão

É o tempo médio em que o visitante fica em seus site dividido pelo número total de sessões. Uma duração baixa pode significar que seu site não está interessante o bastante para prender a atenção do seu público-alvo. Esse é um sinal de alerta para rever a sua estratégia e descobrir o que o usuário realmente procura em sua página.

Visualizações de página ou pageviews

Muito importante para o SEO e de grande relevância para o seu site, essa métrica mostra a número de páginas que foram visitadas pelo usuário. Normalmente, mais pageviews significam que seus visitantes estão navegando pelo seu site.

Visitantes únicos

Muitas pessoas ainda confundem essa métrica com o número de visitas no site, porém são coisas bem diferentes. Essa métrica contabiliza 1 visita ao seu site independentemente de quantas vezes o usuário o fez. Por exemplo, se uma pessoa acessa seu site 3 vezes durante o dia, será contabilizado apenas como 1 visitante.

Uma quantidade estável de visitantes únicos pode significar que seu site não está atraindo novos usuários e que talvez seja a hora de desenvolver uma estratégia voltada em atrair mais acessos.

Origens do tráfego

Muitas análises podem ser feitas através dessa métrica. Ela mostra como o usuário chegou até o seu site. As principais origens são:

  • Tráfego Direto: quando o usuário digita o endereço de seu site diretamente no navegador ou quando chega até a página por uma origem desconhecida;
  • Links (outros sites): mostra os usuários que acessaram o link de seu site através de outros sites;
  • Redes Sociais: tráfego oriundo de redes sociais como o Facebook, Twitter, Google Plus etc.;
  • Busca Orgânica: mostra os usuários que encontraram seu site através de uma busca no Google;
  • Campanhas (CPC): visitas oriundas de campanhas do Google Adwords.

Com base nesses resultados, é possível identificar quais canais rendem mais acessos, permitindo aplicar ações para reverter os números ruins e concentrar mais recursos nos canais que estão trazendo bons resultados.

Número de conversões

Os números de conversões mostram que o visitante realizou uma ação dentro do site definida por você, podendo ser a compra de um produto, o preenchimento de um formulário ou um clique em um link específico. Boas taxas de conversão significam que os objetivos da empresa estão sendo atingidos.

Ainda tem alguma dúvida sobre o Google Analytics? Tem alguma outra métrica importante para acrescentar? Deixe seu comentário!